Junior Lima revela motivo para preservar a imagem dos filhos: ‘Não precisa’ – Megalópoles
Siga o EGOBrazil nas Rede Sociais

Entretenimento

Junior Lima revela motivo para preservar a imagem dos filhos: ‘Não precisa’

Publicado a

em

O cantor e músico Junior, que acaba de lançar sua carreira solo, participou do podcast Quem Pode, Pod desta terça-feira, 21, e contou sobre a decisão de preservar a imagem dos filhos, Otto, de 6 anos, e Lara, de 2 anos, frutos do casamento com Monica Benini. Ele contou que não gosta de mostrar os rostos dos herdeiros para que eles possam ter uma vida mais normal que for possível. Porém, ele garantiu que os herdeiros sabem que nasceram em uma família famosa.

“Como a gente teve essa coisa de sensação de invasão [de ser exposto] desde muito cedo na vida, gerou na gente um reflexo do que a gente [nele e na irmã, Sandy] viveu junto mesmo. Eu sinto que, poxa, não precisa. Eu já tenho o meu trabalho e ele não tem nada a ver com isso. Deixa o moleque. Se ele puder ter a sensação de normalidade o máximo possível, eu acho mais legal se eu puder proporcionar isso para eles. Já não é uma vida normal, né? O pai é famoso, mamãe também é famosa, Dinda, Dindo, os avós…”, contou ele.

Junior - Foto: Reprodução / YouTube

Junior – Foto: Reprodução / YouTube

Inclusive, ele contou que os filhos têm a musicalidade dentro deles, mas que não pressiona as crianças para seguirem o caminho da música. “Otto é musical, mas ele deu uma desencanada. Ele era viciado em bateria, guitarrinha, hoje em dia ele canta, ele fica cantarolando, mas deu uma largada. E eu não fico botando pilha. A música é muito presente na casa. A Lara fica o tempo todo dançando. Eu sento no piano e ela quer tocar. Não tenho nenhuma expectativa com isso”, contou.

Então, Junior foi questionado se apoiaria os filhos caso eles decidissem ser cantores e ele contou que iria orientá-los a esperar e estudar. “Eu já refleti sobre isso. Eu tenho para mim que se acontecer isso, eu pretendo aconselha-lo a esperar. Legal, sente que é isso que quer fazer? Vai estudar, vai se preparar. Tem tanta coisa para fazer antes de começar a ir para o mundo. Se um dia continuar com essa ideia e sentir que está pronto, aí a gente pensa nisso”, contou.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Tiago Ghidotti

Continue Lendo
Publicidade

Mais Lidas

© Todos os direitos reservados - Parceiro de Conteúdo do EGOBrazil