Cleo e Fábio Jr. se reaproximaram após anos de afastamento – Megalópoles
Siga o EGOBrazil nas Rede Sociais

Famosos

Cleo e Fábio Jr. se reaproximaram após anos de afastamento

Publicado a

em

Cleo é uma artista versátil e conhecida por sua personalidade forte. Filha de Glória Pires e Fábio Jr., ela tem uma história de vida marcada por altos e baixos na relação com seu pai biológico. Você sabe como é a relação de Cleo e Fábio Jr? Desde a infância, a artista viveu momentos conturbados com o pai.

A infância e a adolescência de Cleo

Cleo nasceu em 1982, fruto do relacionamento de Glória Pires e Fábio Jr. Ela tem sete irmãos: Fiuk, Tainá Ayrosa Galvão,Krizia Galvão e Záion Ayrosa Galvão, por parte de pai, e Antônia Morais, Ana Morais e Bento Morais, por parte de mãe.

Cleo cresceu com a mãe e o padrasto, Orlando Morais, que ela considera como seu pai. Ela teve pouca convivência com Fábio Jr. na infância e adolescência, e chegou a ter uma ‘briga feia’: “A gente teve uma briga feia, mas são coisas muito pessoais que não vêm ao caso falar. Ele viajou na maionese, é muito turrão, e foi uma coisa que me magoou muito. Sou muito protetora das pessoas que eu amo e que me ajudaram na vida, por isso eu rompi com ele. Mas ele é meu pai, eu sou apaixonada por ele, não tinha como isso perseverar dessa forma. Eu amadureci, ele também, as coisas mudaram muito, e acho que foi bom a gente ter brigado“, disse Cleo à revista ‘29 horas’.

Ela continuou: “Quando o meu pai entrou na história, o Orlando, eu tinha cinco anos. Até ele entrar eu era mais filha da minha avó por parte de mãe. Minha mãe trabalhava muito, era muito jovem. A separação com o meu pai (Fábio Jr.) foi uma coisa muito complicada, mas eu não deixei de ter uma infância feliz. Eu era uma criança totalmente livre, até demais, acho, e isso me rendeu coisas interessantes da minha personalidade.”

A reconciliação entre Cleo e Fábio Jr.

A relação de Cleo e Fábio Jr. teve uma reviravolta quando ela fez uma tatuagem em homenagem ao pai no braço. Tempos depois, o cantor também realizou a mesma tatuagem que a filha. Essa foi uma forma de homenagear a reconciliação deles.

Cleo afirmou ao Fantástico, em 2015, que foi o pai que se esforçou para melhorar o relacionamento da família. “Ele ficou correndo atrás de mim”, afirmou. “Mas muito”, concordou o cantor. Ela ainda declarou que aprendeu a amar Fábio Jr. do jeito que ele é, e que ele também mudou muito com o tempo.

Foto: Reprodução/Larissa Marques

Foto: Reprodução/Larissa Marques

O casamento de Cleo e a ausência de Fábio Jr.

Cleo se casou três vezes com Leandro D’Lucca, em 2021, 2022 e 2023. O primeiro casamento foi uma cerimônia íntima no meio da pandemia. No segundo, receberam a parte mais próxima da família com direito a presença de Fiuk e a mãe do rapaz, Cristina Kartalian, ex-mulher de seu pai. O terceiro foi uma festa mais animada na Bahia, com direito a show do padrasto Orlando Morais. Em ambas as ocasiões, Fábio Jr. não compareceu.

A ausência de Fábio Jr. nos casamentos de Cleo gerou críticas de alguns fãs, que acharam que ele deveria ter feito um esforço para estar presente nesse momento tão importante na vida da filha. Alguns chegaram a dizer que ele é um pai que “nunca participa” da família. No entanto, Cleo não comentou a situação.

Evolução de pai e filha

Apesar das situações difíceis, Cleo e Fábio Jr. já revelaram que estão bem e se entendem melhor. Os dois são exemplo de que o amor entre pai e filha pode superar as dificuldades e os conflitos. Eles tiveram uma relação turbulenta por muitos anos, mas conseguiram se perdoar e se reaproximar. Hoje, eles se respeitam e se admiram, e demonstram isso publicamente.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Tiago Ghidotti

Continue Lendo
Publicidade

Mais Lidas

© Todos os direitos reservados - Parceiro de Conteúdo do EGOBrazil